[videojs dailymotion =”https://www.dailymotion.com/video/x6npkbf”]
Já estamos quase acostumados com as legiões de dependentes químicos, de consumidores de crack, perambulando pelo centro das grandes cidades do país. Mas, a maneira de resolver esta situação tem abordagens, no mínimo, conflitantes. O poder público se divide. Uns apostam na repressão, que nem a ONU, nem sociedades mais civilizadas aprovam. Outros, com uma visão mais humanista, entendem que é uma condição crônica de saúde – como diabetes ou hipertensão – que requer tratamento e cuidados sustentados em longo prazo. A política de drogas é o tema do Bom Para Todos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *